O arquivista

Blog para falar de arquivos e da arquivistica portuguesa e lusófona. Uma memória para os arquivos e para a cultura em Portugal.

segunda-feira, maio 29, 2006

O REGRESSO DO MORTO-VIVO..... SERÁ?

Caros colegas arquivistas, quem não se lembra nos idos de 90, no século passado, do célebre Arqbase. Software que tanta alegria deu e motivo de esperança.

Depois finou-se... paz à sua alma disseram muitos. Bem a morte foi da base de dados propriamente dita, a filosofia de descrição ficou intacta e deu frutos, numa coisa que todos falam as ISAD.

Acontece que agora parece querer resurgir numa versão recaujutada, aquela coisa dos "lifting's" também acontecem na nossa área. Sim. Com o WinIsis temos uma tentativa de fazer surgir o "morto".

Parece que se trabalha para uma nova versão do Arqbase em WinIsis. Será que hoje em dia se justifica?

Não sei responder, parece-me que como trabalho académico os seus autores estão de parabéns. Penso que prova que o Arqbase acabou não por questões técnicas ou arquivísticas (e só deveria ter sido por estas mesmas razões) mas sim por questões políticas e decisões tomadas por quem não pertencia à área e não percebia nada de arquivos.... mas tenho as minhas dúvidas sobre o seu renascimento neste momento, não tanto pelo Arqbase, mas pelo software que usa.

Mesmo o antigo argumento de que o ISIS é um software livre não me parece muito convincente, pois que ele é livre é, mas aprender a sua linguagem de formatação não vai ficar assim tão livre nos bolsos dos utilizadores.....

Bem, entretanto temos no dia 28 de Junho uma apresentação feita pelo CECD da Faculdade de Letras de Lisboa de aplicações desenvolvidas neste software, vamos ver se nos convense.

Enfim esperemos pelo que o futuro nos reserva e espero que este "post" mereça comentários.........

7 Comments:

  • At terça-feira, julho 11, 2006 1:54:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Quem faz estes comentários tambem se deveria interrogar sobre os mortos-vivos perante os desafios tecnológicos. E é pena pois a grande mudança dos profissionais de arquivo está precisamente na capacidade de mudar e evoluir!

    A ARQBASE pode ser utilizada por quem desejar evoluir e muitos arquivos particulares e outros precisam urgentemente de serem divulgados. Isto sem qualquer custo de software comercial e apenas capacidade de aprender.


    Sobre o ISIS apenas se pode confirmar usando e testando. Talvez se descubra que faz mais do que muitas aplicações comerciais actualmente disponiveis. Quem quer compararar ? Talvez se descubra alguns lapsos de linguagem no que respeita ao "lifting" e afinal seja mais um efeito "boomerang".

    É que o CDS-ISIS é mesmo software livre e só foi pena que nenhuma voz se tivesse ouvido quanto era "comercializado" em Portugal! Outra questão é quando alguem precisar de aprender como utilizar e não é capaz. Mas isso acontece com tudo ou será que a formação organizada pelas associações profissionais vai passar a ser gratuita ???

     
  • At domingo, agosto 06, 2006 11:19:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Here are some links that I believe will be interested

     
  • At terça-feira, agosto 08, 2006 12:47:00 da tarde, Blogger Miguel Rui Infante said…

    Pois é meu caro "anonymous" os arquivistas já deram provas que têm capacidade de se adaptar e evoluir, quanto a isso não merece comentários.
    Agora o Arqbase apresentado não representa muita coisa nova e não é assim tão inovador e operacional (amigável mesmo) como quer pintar. Pelo menos na versão que eu vi.
    E olha amigo "anonymous" eu sei do que falo, pois trabalhei no arqbase e ensinei Isis durante longos anos.
    Só acho que não se deve dizer que toda a gente pode ter o Isis sem custos. Sabemos que não é verdade, existe sempre o custo da formação. É assumir e tudo numa boa.
    Agora essa da formação das associações profissionais não percebo a referência, mas até informo que já foram feitos cursos grátis nas "associações profissionais" que quer referir...

     
  • At sexta-feira, agosto 11, 2006 4:19:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
    »

     
  • At quarta-feira, agosto 16, 2006 11:29:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Hey what a great site keep up the work its excellent.
    »

     
  • At terça-feira, janeiro 16, 2007 11:35:00 da manhã, Blogger Pedro said…

    Será que no início deste ano de 2007 já resolveram o sexo dos anjos da arquivística virtual...ou continuam em diletantes teses de software comparado? É grátis? Baril! Mas atenção à manutenção, adequação à função e actualização do software base. É a pagantes? Óptimo! Se há dinheiro há que aproveitá-lo! Mas atenção a soluções pré-feitas e sem adequabilidade. Ou será que querem obrigar o pessoal a adoptar só uma solução estatal e de preferência indicado pelas luminárias da arquivística nacional (andam para aí umas novas a pairar felizmente!!!!!!!!!.......). Pedro Peixoto

     
  • At terça-feira, julho 07, 2009 1:23:00 da tarde, Anonymous Rafael Santini said…

    Gostaria de divulgar a nossa base de dados NOBRADE (Norma Brasileira de Descrição Arquivística) onde tem como base a ISAD(G).

    Endereço: http://www2.biblioshop.com.br/demo
    Usuário: demo
    Senha: demo

    Acesse o menu Acervo -> Catalogação. Depois, escolha a base NOBRADE.

    A base de dados foi desenvolvida com o software WebMARC, que é um gerenciador de bases de dados textuais com interface web, projetado de acordo com o padrão ISO 2709, seguindo os princípios adotados pelo CDS/ISIS. O software é implementado em Java e utiliza banco de dados relacional (suporta MySQL, SQL Server e Oracle).

     

Enviar um comentário

<< Home